O que é?
É um benefício assegurado ao servidor efetivo municipal que tendo completado as exigências para aposentadoria voluntária, opta por permanecer em atividade até atingir a idade necessária para a aposentadoria compulsória, aos 75 anos de idade. Esse direito foi instituído pela Emenda Constitucional nº 41/2003, que extinguiu a isenção previdenciária. 
 
Quem tem direito?
Servidores que já implementaram os requisitos de idade e de tempo de contribuição para aquisição da aposentadoria e declaram sua opção pela permanência do exercício do cargo em tempo hábil.
- Tabela de requisitos para Aposentadoria Voluntária
19
O servidor Professor deve comprovar o tempo de efetivo exercício em sala de aula: se homem, 30 anos; se mulher 25 anos.
 
Qual é a documentação necessária?
- Cópia do documento de identidade com foto e CPF;
- Cópia do último extrato de pagamento;
- Certidão de Tempo de Serviço;
- Ato de nomeação no cargo efetivo;
- Publicação do contrato de trabalho;
- Declaração de opção para permanência no exercício das suas atividades funcionais;
- Evolução funcional do servidor;
- Ato de averbação de tempo de serviço e ato de averbação de Licença Prêmio, se houver;
- Ato de afastamento para trato de interesse particular;
- Ato de enquadramento nominal;
- Apostilamento, se houver.
 
Qual o passo a passo para concessão do Abono de Permanência?
A solicitação do Abono de Permanência deve ser feita pelo servidor na Unidade de Gestão de Pessoas de seu Órgão/Entidade de Origem. O processo de Abono de Permanência segue o fluxo descrito abaixo:

abono perman

Fundamentação Legal
Emenda Constitucional nº 41 de 19 de dezembro de 2003. 
 
Links